Informações – Bezerros | PE


INSTITUCIONAL

– Um pouco da nossa História | Atual Formação

A origem de Bezerros (hipóteses):

Data de 20 de maio 1870. Nessa época, foi implantado um grande comércio de gado, iniciando o povoamento do local.

Algumas versões da história de Bezerros tentam explicar o nome da cidade. A primeira diz respeito ao sobrenome da família Bezerra, que foi a primeira proprietária das terras. A segunda diz que o local foi, primitivamente, uma queimada de bezerros. A terceira conta que um dos filhos da família Bezerra se perdeu na reserva florestal no dia 18 de Maio, tendo sido feita uma promessa a um “santo”, sendo a criança encontrada com vida dois dias após seu sumiço, ou seja, dia 20 de Maio, ao pé de frondosa árvore onde foi erguida uma capela.

Em 1740 teria se fixado na área em que atualmente se encontra o município, uma família de fazendeiros. De sua propriedade, que era particular, e com o movimento migratório que então se processou, chegou-se à propriedade coletiva, resultando na povoação. Os primeiros habitantes foram os irmãos Terciano e Zenóbio Torres que desdobraram a primeira em duas outras grandes fazendas. Foram sucedidos por José e Francisco Bezerra, igualmente irmãos, surgindo daí, os primeiros bens imóveis, animais domésticos, utensílios agrícolas, instrumentos de trabalho e a edificação de uma capela, reedificada no final do século XVIII por se encontrar em ruínas, passando a ter então.

O município é formado pelos distritos sede, Sapucarana e Boas Novas e pelos povoados de Serra Negra, Sítio dos Remédios, Cajazeiras e Areias.

Anualmente, no dia 18 de maio, Bezerros comemora a sua emancipação política.

A resolução régia de 22 de Novembro de 1805 criou o Distrito dos Bezerros. O município surgiu em virtude da Lei Provincial de nº 619 de 9 de Maio de 1865. Essa lei foi suprimida mais tarde pela Lei Provincial de nº 720 de 20 de Maio de 1867 e restabelecida outra vez pela Lei nº 919 de 18 de Maio de 1870, quando permaneceu sendo município, tendo sua área desmembrada do município de Bonito. Com três anos depois, a 9 de Janeiro de 1873, foi reinstalada a comuna.

A vila dos Bezerros passou a cidade em 20 de Maio de 1881, por força da Lei Provincial nº 1560. Por ocasião da Divisão Administrativa de 1911, o município dos Bezerros figurava com os distritos da Sede, de Camocim e de São Miguel, e na segunda Divisão de 1933, lhe foi acrescido Sapucaia. Mais tarde o distrito de Camocim passou a ser Camocituba; São Miguel passou a ser Sairé e Sapucaia passou a ser Sapucarana, isto em obediência ao Decreto Lei Estadual nº 952 de 31 de Dezembro de 1943.

Em 1953, a 29 de Dezembro, em virtude da Lei Estadual nº 1818 daquela data, extinguiu-se o distrito de Camocituba e criou-se o município de Camocim de São Félix. Isso deixou o município de Bezerros formado pelos distritos de Bezerros (Sede), Sairé e Sapucarana.

Em 20 de Dezembro de 1963, por força da Lei Estadual nº 4942, o Distrito de Sairé foi elevado à categoria de município, deixando assim o município dos Bezerros com os distritos: Sede e Sapucarana. Através da Lei Municipal nº 18 de 30 de Dezembro de 1968, o município criou ou deu forma de Distrito ao local de Boas Novas. 18 de Maio – Emancipação política de Bezerros.


Hino Oficial ( Clique AQUI )

Salve terra querida e altaneira
Que se ergue através do passado
Salve solo onde feliz nasci
Oh! Bezerros meu berço sagrado
Nas margens do rio Ipojuca
Estás em teu berço a cismar
Num futuro de pleno progresso
Tanto quanto se possa almejar
Desfraldando a tua bandeira
Conclamamos teu povo a marchar
Já soaram os clarins da vitória
Tua história se pode escrever
Antevemos teus dias de glória
Que a teus filhos se irá estender
Neste Estado fulgura uma estrela
Entre outros rincões a brilhar
Inflamando com uma centelha
O ideal que fará levantar
Terras outras que logo ao vê-la
Buscarão o progresso alcançar.

Composição: ANTÔNIO ABELARDO DE MENDONÇA

– Governo | Administração

CIRCUITO TURÍSTICO | ATRATIVOS

Estação da Cultura - Museu e Espaço Papangu, em Bezerros

O Carnaval de Bezerros é 3° mais procurado do Estado. Nesta ocasião, ocorre uma tradição local, que é quando as pessoas brincam o carnaval usando máscaras de todos os tipos, tanto máscara de plástico industrializadas, como as de papel machê e coité. Por esta tradição, a cidade ficou conhecida como a “Terra do Papangu” (“Papangus” refere-se às pessoas que saem mascaradas durante o carnaval).

Na terra dos Papangus, do bolo de barra branca e do mestre da Xilogravura (J. Borges), o que não falta é atividade para o turista disposto a conhecer o que há de melhor da cultura interiorana. O clima ameno de Bezerros, que fica a 106 km de distância do Recife, proporciona uma atmosfera de aconchego, fazendo o visitante esquecer um pouco a tropicalidade pernambucana. Para aventureiros, para entusiastas da arte, para apreciadores de boa comida típica e conversa, a cidade oferece museus, artesanato, paisagens, histórias e muito acolhimento. Em Serra Negra, ponto onde acontece a culminância das principais festas do município, o turista pode fazer trilhas e apreciar o melhor cenário paisagístico de Bezerros. Durante o São João, o anfiteatro de Serra Negra recebe grandes atrações e proporciona uma união cultural, turística e gastronômica para o visitante.

Estação da Cultura - Museu e Espaço Papangu, em Bezerros

A ludicidade do Carnaval de Bezerros se encontra ainda quente e viva na Estação da Cultura. O local, que já foi uma estação ferroviária, conta com uma exposição permanente sobre a história da cidade e um grande acervo sobre o Papangu de Bezerros. No local também funciona a escola de música da cidade. O espaço funciona das 7h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira, e das 10h às 16h nos feriados e finais de semana. Onde: rua Vitoriano Pereira de Lima, 1-403 Santo Antônio, Bezerros Acesso gratuito.

– Ecologia | Meio Ambiente | Sustentabilidade

O ponto mais alto da cidade faz o visitante suspirar com a paisagem alcançada após uma breve subida. De fácil acesso, a Serra Negra dispõe de bares e pousadas capazes de conquistar o visitante para uma estadia alongada no município. Famoso ponto do São João de Bezerros, Serra Negra conta com um pequeno centro de artesanato e um anfiteatro que serve de palco para as atrações da festa. Para quem procura aventura, lá há a disponibilidade de seguir por trilhas, cada qual com seu ponto de exploração de maior ou menor dificuldade. Rapel e visitação de grutas também fazem a alegria do povo aventureiro que visita Serra Negra. Onde: estrada Serra Negra – Distrito Industrial, Bezerros 

  • Belezas Naturais
  • Pontos Turísticos
  • Lugares Pitorescos
    • Prédios Históricos
    • Praças | Parques
  • Atividades
    • Eco-Turismo
    • Trilhas
    • Acampamento
    • Turismo Rural
    • Responsabilidade Sócio-Ambiental

– Artesanato | Comércio

J. Borges, patrimônio vivo do estado, em Bezerros

Visitar o museu e encontrar o artesão trabalhando em suas obras não tem preço. Em uma experiência completa, o turista encontra J. Borges criando gravuras, tem a oportunidade de pedir autógrafo e posar para uma foto com o artesão. Nos seus 83 anos de vida e 63 vivendo de arte, o Mestre e Patrimônio Vivo de Pernambuco reuniu histórias e lições para toda uma vida. O museu funciona de 7h às 17h de segunda-feira a sábado. Onde: 68 – Loteamento Bairro Novo, Cohab, Bezerros Acesso gratuito.

Casa de Cultura Popular Lula Vassoureiro

Patrimônio vivo de Pernambuco, Mestre Lula Vassoureiro é conhecido como “Pai dos Papangus”. Na casa do Mestre, o turista se aproxima da história dos Papangus de Bezerros, mascarados específicos, que saem no período Carnavalesco. Assim como Jota Borges, o Mestre Lula Vassoureiro recebe os visitantes no seu atelier, dando a experiência de comprar a obra diretamente de suas mãos. A visitação na Casa de Cultura Popular Lula Vassoureiro se faz por meio de agendamentos, com a esposa do Mestre, Céu Vassoureiro: (81) 99272-5525. Onde: rua Outovia Bezerra Vila Nova, Bezerros Acesso gratuito Ateliê de J. Borges é loja museu de obras de xilogravura 

Centro de Artesanato de Pernambuco em Bezerros

Centro de Artesanato de Bezerros

É o primeiro Centro de Artesanato do Estado, inaugurado em 2003. O Centro de Artesanato de Bezerros apresenta uma divisão espacial bem orgânica e direcionada. O visitante passa pelo museu e visualiza as peças feitas por mais de mil artesãos de Pernambuco. O turista também pode adquirir peças da mesma linhagem criativa do acervo expositivo a bons preços. O Centro de Artesanato funciona das 8h às 17h, de segunda-feira ao sábado e de 8h às 14h no domingo. Onde: BR-232, km 107, Bezerros Acesso pago.

– Manifestações Culturais

  • Festas Populares
  • Eventos Esportivos | Religiosos
  • Vida Noturna

– Experiências Gastronômicas

O bolo de faixa branca (na foto, ele é o que tem o recheio mais claro que as extremidades) é um dos mais famosos e apreciados em Bezerros

Ah, os bolos de Bezerros! Ostentando o título de Capital dos Bolos e Doces de Pernambuco, Bezerros recepciona seus visitantes com o tradicional bolo de barra branca. A sobremesa, que já foi considerada um erro culinário, é hoje um dos doces mais vendidos da região. A substituição do trigo pela massa de mandioca e a temperatura de seu cozimento fazem com que a massa do bolo se separe, criando uma faixa branca no meio, que é a característica da sobremesa.

– Hospitalidade

  • Agências de Turismo | Receptivo
  • Hospedagens

ECONOMIA | EMPREGABILIDADE

A economia do município consiste na agricultura, sendo um dos maiores produtores de tomate do Estado; na indústria, destacam-se suas fábricas de bolos. Bezerros destaca-se também nas fábricas de doces. Além disso, Bezerros é uma das cidades pernambucanas que mais se destacam na produção de granito. Na gastronomia, uma boa pedida são os restaurantes do Distrito de Encruzilhada, onde o principal atrativo é a carne de sol.







Nesta 1ª FASE DE IMPLANTAÇÃO, estaremos inaugurando nosso Projeto de Negócios a partir de nosso Estado. Nossa pretensão para a 2ª FASE é atuar em todo o NORDESTE e, na 3ª, nos demais Estados da Federação, por REGIÃO, a partir do SUDESTE, depois, o SUL e, em seguida, o CENTRO-OESTE e o NORTE.

Que Deus nos abençoe a TODOS !

Publicado por Aldo Corrêa de Lima

Advogado; Bacharel em Teologia; Servo do Deus Altíssimo (Cristão Evangélico [Protestante] apaixonado pelas Sagradas Escrituras e pela Seara Divina); Conservador, Líder, Comprometido, Trabalhador, Honesto, Ético e Sonhador; Casado com Willyana Corrêa de Brito (esposa fiel; Fotógrafa; Agente Comunitária de Saúde; Crente e sedenta por servir a Deus; Sonhadora, Meiga, Amiga, Batalhadora).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: